Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Hepatite D – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Hepatite D – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos que devemos ficar atento. Além disso, a hepatite D, também conhecida como o vírus delta, é uma infecção que faz com que o fígado fique inflamado. Esse inchaço pode prejudicar a função hepática e causar problemas hepáticos a longo prazo, incluindo cicatrizes hepáticas e câncer. A condição é causada pelo vírus da hepatite D (HDV ). A HDV é contraído através do contato direto com sangue infectado. A hepatite D é uma forma rara de hepatite que só ocorre em conjunto com a infecção por hepatite B. O vírus da hepatite D não pode se multiplicar sem a presença de hepatite B.

A contaminação pela Hepatite D pode ocorrer através da relação sexual sem preservativos, pelo compartilhamento de objetos íntimos, como aparelho de barbear, depiladores e escovas de dente, pela transfusão de sangue e pelo aleitamento materno. Gestante também podem contaminar o bebê com o vírus . HDV é uma das muitas formas de hepatite. Outros tipos incluem:

  • Hepatite A, que é transmitida através do contato direto com fezes ou contaminação fecal indireta de alimentos ou água
  • Hepatite B, que é espalhada através da exposição a fluidos corporais, incluindo sangue, urina e Sêmen
  • Hepatite C, que é propagada por exposição a sangue ou agulhas contaminadas
  • Hepatite E, que é uma versão de curto prazo e auto-resolução da hepatite transmitida através da contaminação fecal indireta de alimentos ou água

hepatite D pode ser aguda ou crônica. A hepatite D aguda ocorre de repente e tipicamente causa sintomas mais graves. Pode desaparecer por conta própria. Se a infecção dura seis meses por mais tempo, a condição é conhecida como hepatite D crônica. A versão de longo prazo da infecção se desenvolve gradualmente ao longo do tempo. O vírus pode estar presente no organismo por vários meses antes dos sintomas ocorrerem. À medida que a hepatite D crônica avança, as chances de complicações aumentam. Muitas pessoas com a condição desenvolvem potencialmente cirrose ou cicatrização grave do fígado.

Atualmente, não há cura ou vacina para a hepatite D mas pode ser prevenida em pessoas que ainda não estão infectadas com hepatite B. O tratamento também pode ajudar a prevenir insuficiência hepática quando a condição é detectada precocemente.

Sintomas da Hepatite D: Os sintomas da hepatite B e hepatite D são semelhantes, por isso pode ser difícil determinar qual doença está causando seus sintomas. Em alguns casos, a hepatite D pode piorar os sintomas da hepatite. A hepatite D nem sempre causa sintomas. Quando os sintomas ocorrem, eles geralmente incluem:

Causas da Hepatite D: A hepatite D é causada por HDV . A infecção é contagiosa e disseminada através do contato direto com os fluidos corporais de uma pessoa infectada. Pode ser transmitido através de:

  • Urina
  • Fluidos vaginais
  • Sêmen
  • Sangue
  • Nascimento (da mãe ao recém nascido)

Uma vez que você tem hepatite D, você pode infectar outras pessoas antes mesmo de seus sintomas aparecerem. No entanto, você só pode contrair hepatite D se você já possui hepatite B.

Tratamento Para hepatite D: Não há tratamentos conhecidos para hepatite D. aguda ou crônica. Ao contrário de outras formas de hepatite, os medicamentos antivirais não parecem ser muito eficazes no tratamento de HDV .

Você pode receber grandes doses de um medicamento chamado interferão por até 12 meses. O interferão é um tipo de proteína que pode impedir que o vírus se espalhe e levem à remissão da doença. No entanto, mesmo após o tratamento, as pessoas com hepatite D ainda podem testar positivo para o vírus. Isso significa que ainda é importante usar medidas preventivas para prevenir a transmissão. Você também deve permanecer pró-ativo observando sintomas recorrentes.

Se você tem cirrose ou outro tipo de dano no fígado, talvez seja necessário um transplante de fígado. Um transplante de fígado é uma operação cirúrgica importante que envolve a remoção do fígado danificado e a substituição por um fígado saudável de um doador. Nos casos em que é necessário um transplante de fígado, aproximadamente 78% das pessoas vivem cinco anos ou mais após a operação

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.