Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Hepatite B – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Hepatite B – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento, a Hepatite B é uma das doenças que mais vem causando mortes em todo o mundo, logo porque o seu contagio é muito fácil de acontecer. Além disso, a Hepatite B é uma doença sexualmente transmissível transmitida pelo vírus VHB que se caracteriza por resultar em náuseas, vômitos, mal estar, febre, fadiga, perda de apetite, urina escura e, principalmente a cor amarelada na pele e olhos. O principal órgão afetado pela doença é o fígado que pode desenvolver cirrose hepática ou câncer, podendo resultar em morte.

O tratamento da Hepatite B existe, mas é bastante perigoso exige muitos cuidados com a saúde para que não afete o fígado, afinal, toda substância que chega ao nosso organismo passa obrigatoriamente pelo órgão que serve como um filtro, quando este está debilitado não são todos os medicamentos que podem ser administrados. A prevenção e vacinação ainda é a forma mais eficaz contra a doença.

O que é a Hepatite B: A Hepatite B é provocada pelo Vírus da Hepatite B o (VHB), descoberto em 1965 e é a mais perigosa das hepatites e uma das doenças mais frequentes do mundo, estimando-se que existam 350 milhões de portadores crônicos do vírus da Hepatite B. Estes portadores podem desenvolver doenças hepáticas graves, como a cirrose e o cancro no fígado, patologias responsáveis pela morte de um milhão de pessoas por ano em todo o planeta; contudo a prevenção contra este vírus está ao nosso alcance através da vacina da Hepatite B que tem uma eficácia de 95 por cento.

O vírus da Hepatite B transmite-se através do contacto com o sangue e fluidos corporais de uma pessoa infectada, da mesma forma que o vírus da imunodeficiência humana (VIH), que provoca a Sida, só que o vírus da Hepatite B é 50 a 100 vezes mais infeccioso do que o VIH.

Existe também a possibilidade de transmissão de mãe para filho, no momento do nascimento, uma forma de contágio especialmente grave, dada a grande tendência de evolução para a cronicidade e que é muito comum nas zonas hiperendémicas de países em desenvolvimento, onde a maior parte dos infectados contrai o vírus durante a infância. Nos países industrializados, esta faixa etária é a que se encontra mais «protegida» já que a vacina contra a Hepatite B faz parte do programa nacional de vacinação de 116 países, Portugal incluído. No mundo ocidental, Europa e América do Norte, o vírus da Hepatite B é transmitido, sobretudo, aos jovens adultos por via sexual e através da partilha de seringas e outro material de injeção entre os utilizadores de drogas endovenosas.

O vírus provoca Hepatite aguda num terço dos atingidos, e um em cada mil infectados pode ser vítima de Hepatite fulminante. Em menos de dez por cento dos casos em que a infecção ocorre na idade adulta, a doença torna-se crónica, verificando-se esta situação mais frequentemente nos homens. Em Portugal, calcula-se que existam 150 mil portadores crónicos do VHB .

Causas da Transmissão da Hepatite B: A Hepatite B é causada pelo vírus VHB ou vírus da Hepatite B que pode gerar uma infecção no fígado matando suas células. Esse vírus pode sobreviver pelo menos 7 dias fora do corpo. Sua contaminação se dá pelo contato com outra pessoa infectada onde há um compartilhamento de sangue ou fluidos corporais. A Hepatite B é uma doença contagiosa, mas não se transmite por contato casual como tossir, abraçar ou dividir alguns objetos pessoais. Sua transmissão se dá por contato com sangue infectado e fluidos corporais. Então confira agora as Causas da Transmissão da Hepatite B:

  • Saliva
  • Sangue
  • Sêmen
  • Secreções vaginais

Por isso, é comum homens homossexuais que não foram vacinados e pessoas com muitos parceiros sexuais contraírem Hepatite B. Essa patologia pode também ser transmitida de mãe para filho durante o parto, o que normalmente leva a doença há um estágio crônico antes dos 5 anos de vida.

Ainda podemos citar que o uso inadequado de seringas e agulhas, como no uso de drogas ilícitas, por exemplo, pode levar a contaminação. Até mesmo no uso da saúde como em procedimentos médicos, odontológicos, aparelhos de barbear e tatuagem podem transmitir o vírus.

Sintomas de Hepatite B que Muitos Ignoram: A Hepatite B virais são silenciosas, as vezes a pessoa pode portar o vírus sem saber, por isso a necessidade de exames anuais de rotina são importantes para detectar qualquer infecção. Quando os sintomas de Hepatite B aparecem significa que a doença já está em um estágio bem avançado, podendo trazer sérios riscos para o fígado. os Sintomas de Hepatite B são:

  • Febre
  • Cansaço
  • Fraqueza
  • Mal estar
  • Urina escura
  • Enjoo e náuseas
  • Perda de apetite
  • Dores musculares
  • Fezes esbranquiçadas
  • Sensação de saciedade
  • Icterícia (olhos e pele de cor amarelada)

Como os Sintomas de Hepatite B são os mesmos que de muitas outras doenças o diagnóstico fica mais fácil quando avaliado se a pessoa já manteve hábitos que a expusessem ao vírus como por exemplo não ter tomado a vacina de Hepatite B regularmente, ter tido relação sexual desprotegida (sem uso de camisinha), ter utilizado drogas injetáveis ou compartilhados lâminas de barbear, agulhas ou objetos perfurantes.

O vírus da Hepatite B assim como o da C só podem ser detectados após 60 dias depois da infecção pelo vírus ( ou atividade que possa ter te exposto a contaminação), pois os anticorpos demoram a reconhecê-lo. Os sintomas no entanto podem demorar até seis meses para se manifestar, o que prejudica o diagnóstico precoce da doença.

Hepatite B Diagnóstico: O diagnóstico da Hepatite B é feito com base nos exames físico e de sangue para determinar o valor das transaminases (aminotransferases, segundo a nova nomenclatura médica), e a presença de antígenos do vírus na detecção do DNA viral. Em alguns casos, pode ser necessário realizar biópsia de fígado para identificar a Hepatite B.

Como Ocorre a Transmissão da Hepatite B: A transmissão da Hepatite B ocorre através do contato com sangue ou secreções corporais contaminadas pelo vírus da HVB. Algumas formas de contaminação são:

  • Relação sem preservativo.
  • Alicate de unha contaminado (manicure).
  • Partilhar seringas.
  • Piercings ou tatuagens realizados com material contaminado.
  • Transfusão de sangue realizada antes de 1992.
  • De mãe para filho através do parto normal.
  • Lesão na pele ou acidente com agulhas contaminadas.

A saliva também pode ser uma das formas de transmissão da Hepatite B, através de mordidas mas não através de beijos ou outros tipos de exposição à saliva. No entanto, fluidos corporais como lágrimas, suor, urina, fezes e leite materno não são capazes de transmitir a Hepatite B.

Prevenção da Hepatite B: Evitar o contato com sangue infectado ou de quem se desconheça o estado de saúde, não partilhar objetos cortantes e perfurantes, nem instrumentos usados para a preparação de drogas injetáveis, e usar sempre preservativo nas relações sexuais são as principais formas de prevenir o contágio. A realização de tatuagens, a colocação de ‘piercings’ e de tratamentos com acupuntura só deve ser feita se os instrumentos utilizados estiverem adequadamente esterilizados.

Como Tratar a Hepatite B de Forma Eficaz: O tratamento da Hepatite B precisa ser muito bem avaliado pelo médico porque não são todos os casos que precisam de ação imediata. São várias as formas de tratamento contra o vírus da Hepatite B, alguns duram poucos meses. O tratamento inicial pretende aliviar os sintomas de forma que possa possibilitar ao paciente alguma qualidade de vida e também evitar o risco de complicações no fígado ( o ponto mais perigoso da doença). É recomendado uma alimentação adequada, não utilizar medicamentos sem orientação médica. Não há necessidade de repouso constante, mas deve-se ter bom senso na prática de atividades físicas.

Quando a doença evolui para o estágio crônico pode haver a necessidade de medicação antiviral, coquetéis de medicamentos e acompanhamento médico intenso. Pessoas que apresentem os primeiros sintomas da doença físicos ou que já estejam em estágios avançados precisam ser tratados com urgência, pois são grandes as chances de complicações no fígado. O maior dano da Hepatite B é a possibilidade de evolução para cirrose hepática ou câncer de fígado também chamado de carcinoma). Pacientes que já tenham algum dano neste órgão devido ao excesso de medicamentos ou que ingiram bebidas alcoólicas com frequência tem menores chances de sucesso no tratamento.

Alguns casos em que é dado o falecimento da função hepática ou que a cirrose está em um estágio muito avançado pode ser necessário o transplante de fígado. Cerca de 5% a 10% dos pacientes não conseguem combater o vírus e permanecem com a infecção pelo resto da vida ou até que haja o falecimento do fígado. Entre as crianças, a maior parte que foi infectada e tem até 5 anos de idade não consegue eliminar o vírus quando chega a fase de doença crônica.

Recomendações Contra a Hepatite B:

  • Informe-se sobre a distribuição gratuita da vacina contra a Hepatite B pelo sistema público de saúde.
  • Saiba que a Hepatite B crônica é uma doença que exige cuidados, porque pode evoluir para cirrose hepática e câncer de fígado (carcinoma hepatocelular).
  • Vale a pena consultar um médico sobre a importância de tomar a vacina contra Hepatite B, mesmo que você não pertença aos grupos de risco. Essa vacina protege também contra a infecção pelo vírus da Hepatite D, que só se manifesta quando ocorre dupla infecção.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.