Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Gripe – Causas, Sintomas e Tratamentos

Gripe – Causas, Sintomas e Tratamentos que poucos sabem. Além disso, a Gripe também conhecida como influenza, a Gripe é uma infecção do sistema respiratório cuja principal complicação é a pneumonia, responsável por um grande número de internações hospitalares no país. A gripe inicia-se com febre alta, em geral acima de 38ºC, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse seca.

tosse, espirro, coriza e lá vem o diagnóstico popular: “é Gripe”! Mas, em grande parte dos casos, os sintomas iniciais podem indicar apenas um resfriado. “Apenas” porque esse último provoca sintomas mais leves e a Gripe, em algumas situações, pode ate matar. Uma doença não é o agravamento de outra e cada uma tem suas particularidades. Aprenda a diferenciá-las!

Gripe mais Forte: Em 2009, a população mundial temeu uma nova infecção, a Gripe A (H1N1), chamada de Gripe suína. Por ser uma versão nova de vírus, o medo foi causado pelo desconhecimento. “A Gripe suína é causada por um vírus que nós, humanos, não estávamos preparados para combate. Não tínhamos anticorpos contra ele, por isso, muita gente acabou se infectando. Mas, no geral, a mortalidade pela Gripe suína foi menor do que a mortalidade da Gripe comum” releva o pneumologista Oliver Augusto Nascimento. A Gripe A, portanto, não e mais letal do que a Gripe comum e apresenta sintomas semelhantes, que iniciam repentinamente. É possível identificar o tipo da Gripe por meio de exames laboratoriais que analisam as secreções das vias respiratórias.

Organismo Fortalecido: É difícil prevenir tanto a Gripe quanto o resfriado, já que estamos em contato com o vírus e bactérias o tempo todo. Mas e possível adotar hábitos que mantenha o sistema imunológico preparado para combater infecções. “Ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e hidratar-se adequadamente permite que a resposta imunológica seja adequada e não haja complicações”.

A hidratação é ainda mais importante quando a Gripe ou resfriado já está instalado, pois a água facilita a eliminação das secreções. Melhor do que consumir alimentos específicos para o combate desses problemas é manter um cardápio balanceado. Muitos pais costumam suplementar a dieta das crianças com Vitamina C, porém não se deve esquecer dos outros nutrientes. “A Vitamina C entra nesse contexto porque é antioxidante e melhora a resposta imunológica. Mas tudo que é ingerido em excesso é expelido pela urina. É mais importante ter uma fonte de Vitamina C todos os dias do que consumir grandes quantidades em alguns”.

Vírus Causador da Gripe:

  • Influenza ( A, B ou C ).

Sintomas da Gripe: Na Gripe sem complicações, a doença aguda geralmente resolve-se ao fim de cerca de 5 dias e a maioria dos doentes recupera em 1-2 semanas. Porém, em algumas pessoas, os sintomas de fadiga podem persistir várias semanas.

  • A febre, acima de 38ºC, que dura três dias ou mais.
  • tosse.
  • Dores musculares.
  • Dor de cabeça e torpor que comprometem atividade física e intelectual.
  • Dor de cabeça.
  • Coriza.
  • Irritação nos olho se nos ouvidos.
  • Cansaço.

Duração: De uma a duas semanas.

Complicações: Deficiência do sistema imunológico, pneumonia.

Tratamentos da Gripe: Medicamentos para aliviar os sintomas, como analgésicos, antitérmicos, descongestionantes nasais e xaropes.

Tratamento Certo da Gripe: Não existem remédios capazes de curar a gripe. O tratamento é seguido apenas para amenizar os sintomas. “A Gripe é uma doença que tem um curso habitual, um tempo de duração que geralmente é o mesmo, mas não há um tratamento específico porque, de uma forma geral, o organismo tem a condição de controlar a infecção sem nenhuma droga”. Em alguns casos, o médico pode receitar antivirais capazes de com que a doença dure menos dias e que a intensidade dos sintomas seja menor. Esses medicamentos costumam ser indicados especialmente para grupos de risco (pessoas com doenças crônicas e gestantes, por exemplo) em casos de suspeita de A (H1N1). O ideal é procurar um médico quando os sintomas aparecerem e iniciar o tratamento sem erros. O uso de antibióticos, por exemplo, não é eficaz quando se trata de Gripe. Se houver suspeita de dengue, que pode apresentar sintomas semelhantes ao da Gripe, é contraindicado o uso de ácido acetilsalicílico, que favorece hemorragias.

E Mito: Você já deve ter ouvido falar que, ao tomar chuva, cair na piscina de roupa e deixa a janela aberta no frio, pode pegar um resfriado. Mas a afirmação segundo os médicos é apenas uma crendice popular. “O resfriado é uma infecção das vias aéreas produzidas por um vírus. O fato de ficar molhado após a piscina ou depois de pegar chuva não é causa de uma infecção respiratória”. O vírus da Gripe e do resfriado circula no ar e são expelidos quando a pessoa infectada espirra tosse ou mesmo fala, por isso, o risco de contágio é maior ao ficar próximo de quem já está com a doença. É possível adquirir o vírus também por meio das mãos, que entram e contato com superfícies infectadas e carregam o agente para boca, nariz e olhos. Alguns cuidados podem reduzir as chances de contágio.

  • Cubra a boca com lenço de papel ao tossir ou espirrar;
  • Lave as mãos com água e sabão após tossir ou espirrar;
  • Evite permanecer em locais fechados com pessoas infectadas;
  • Mantenha as janelas abertas para melhor circulação do ar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.