Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Doença de Whipple – O que é, Sintomas e Tratamentos

Doença de Whipple – O que é, Sintomas e Tratamentos desta rara doença infecciosa. Além disso, a Doença de Whipple é uma doença sistêmica rara causada pela bactéria Tropheryma whippelii. Os principais sintomas são artrite, perda de peso, dor abdominal e diarreia. O diagnóstico é feito por biópsia do intestino delgado. O tratamento consiste, inicialmente, em ceftriaxona ou penicilina, seguidas de, no mínimo, 1 ano de trimetoprima/sulfametoxazol.

A Doença de Whipple afeta predominantemente homens brancos do sexo masculino com idade de 30 a 60 anos. Embora atinja muitas partes do organismo (p. ex., coração, pulmões, encéfalo, cavidades serosas, articulações, olhos, trato digestório), a mucosa do intestino delgado é quase sempre envolvida. Os pacientes afetados podem apresentar defeitos da imunidade celular que predispõem à infecção por T. whippelii.

Causas da Doença de Whipple: A infecção por bactérias T. whipplei é a única causa da Doença de Whipple. Essas bactérias levam ao desenvolvimento de inflamações internas e ao engrossamento do tecido corporal.

Quando as vilosidades (tecidos parecidos com dedos que absorvem nutrientes no intestino delgado) começam a engrossar, seu formato natural começa a mudar. As vilosidades ficam comprometidas e impedidas de absorver adequadamente os nutrientes. Isto, por sua vez, causa diversos sintomas da Doença de Whipple.

Sintomas da Doença de Whipple: Por impedir que o corpo absorva os nutrientes naturalmente, a Doença de Whipple afeta diversas partes do corpo e está associada a muitos sintomas. No estágio avançado da doença, a infecção pode se disseminar do intestino para outros órgãos como coração, pulmões, encéfalo, articulações e olhos.

Os sinais mais comuns da doença de Whipple incluem:

  • dor crônica nas articulações, às vezes com inflamação;
  • diarreia crônica que pode ou não apresentar sangramento;
  • perda significativa de peso;
  • dor de estômago e inchaço;
  • perda de visão e dor nos olhos;
  • febre;
  • fadiga;
  • anemia (contagem baixa de glóbulos vermelhos);

Os sinais abaixo não são tão frequentes, mas podem indicar piora da Doença de Whipple:

  • coloração anormal da pele;
  • nódulos linfáticos inflamados;
  • tosse crônica;
  • dor no peito;
  • pericardite – inchaço da membrana que envolve o coração;
  • insuficiência cardíaca ou sopro cardíaco;
  • problemas de visão;
  • demência;
  • dormência;
  • insônia;
  • fraqueza muscular ou tiques;
  • dificuldade para andar e problemas de memória.

Tratamentos da Doença de Whipple: O tratamento da Doença de Whipple é feita com antibióticos, como tetraciclina, penicilina, sulfasalazina, entre outros. A sintomatologia desaparece rapidamente, mas a cicatrização tissular pode levar até 2 anos.

Pode haver recidiva vários anos após o término da terapia, apesar de um tratamento inicial julgado eficaz, ocorrendo em maior proporção em pacientes com envolvimento do SNC e em pacientes tratados com apenas um tipo de antibiótico ou com antibióticos que não ultrapassam a barreira hematoencefálica.

Diagnóstico: O diagnóstico da Doença de Whipple geralmente é feito por meio de uma biópsia do intestino delgado que é acessado através de uma endoscopia digestiva alta. Também pode ser feito através de um linfonodo aumentado de volume (hipertrofiado) que revela alterações microscópicas características.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.