Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Dextrocardia – O que é, Sintomas e Tratamentos

Dextrocardia – O que é, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, a Dextrocardia é uma doença rara na qual o coração fica no lado direito do peito ao invés do esquerdo. Esta é uma doença congênita, o que significa que a pessoa nasce com essa anomalia. Menos de um por cento da população geral nasce com Dextrocardia de acordo com a revista Texas Heart Institute Journal (Yusuf et al., 2009).

Uma pessoa pode ter Dextrocardia e ter um coração totalmente saudável. Essa condição é chamada Dextrocardia isolada. Em alguns casos, pessoas com Dextrocardia isolada são afetadas por uma doença chamada situs inversus. No situs inversus, órgãos como o fígado, baço e outros estão localizados no lado oposto do corpo.

Algumas pessoas com Dextrocardia sofrem de outros problemas cardíacos e em outros órgãos que são associados à sua anatomia única. Nesses casos, pode haver necessidade de cirurgia para corrigir complicações nos pulmões, coração ou sistema digestivo.

Causas da Dextrocardia: A causa da Dextrocardia não é conhecida. A formação do coração pode ocorrer no lado direito do peito durante o desenvolvimento do feto e funcionar normalmente. Isso acontece normalmente quando o coração é uma imagem em espelho de um coração normal. Em outras palavras, os ventrículos, artérias e outras estruturas do coração são organizadas de forma a parecer uma imagem refletida das estruturas normais do coração.

Em alguns casos, o coração se desenvolve no lado oposto do corpo devido a outros problemas anatômicos. Defeitos nos pulmões, abdome ou tórax podem fazer com que o coração se desenvolva no lado direito do corpo. Nesse caso, a probabilidade de a pessoa apresentar defeitos cardíacos e problemas em outros órgãos vitais será maior. Defeitos em múltiplos órgãos são chamados de síndrome de heterotaxia.

Sintomas da Dextrocardia: Geralmente, a Dextrocardia isolada não causa sintomas. A anomalia normalmente é detectada durante um exame de raios x ou ressonância magnética que mostram a localização do coração. No entanto, algumas pessoas com Dextrocardia apresentam risco maior de contrair infecções pulmonares e dos seios da face ou pneumonia.

De acordo com os Institutos Nacionais da Saúde dos EUA (National Institutes of Health – NIH) dos EUA, a Dextrocardia isolada pode ser acompanhada de diminuição no funcionamento dos cílios dos pulmões (NIH, 2012). Cílios são pelos finos que filtram o ar respirado.

Se os cílios não filtrarem e eliminarem todos os vírus e germes, a pessoa poderá ficar doente. Nos casos de Dextrocardia com comprometimento do funcionamento do coração, poderão ser observados os sintomas a seguir:

  • Dificuldade para respirar;
  • Pele e lábios azulados;
  • Fadiga;
  • Déficit de crescimento em crianças.

Esses sintomas são compatíveis com defeitos nos ventrículos do coração. A falta de oxigênio suficiente para o coração pode causar cansaço e impedir que as crianças cresçam normalmente. Anomalias que comprometem o fígado podem causar icterícia, o que faz a pele e os olhos ficarem amarelados. Algumas crianças com Dextrocardia também apresentam orifício no septo do coração.

O septo é a parede que divide as câmaras esquerda e direita do coração. Os defeitos do septo podem causar problemas no sistema elétrico do coração e o ritmo cardíaco pode ficar irregular. Alguns bebês com Dextrocardia nascem sem o baço. O baço é uma parte importante do sistema imunológico. Sem o baço, o risco de desenvolver infecções em todo o corpo será maior.

Diagnósticos da Dextrocardia: Não existe qualquer sinal da Dextrocardia se o coração for normal. O diagnóstico baseia-se nos achados clínicos que possam sugerir esta condição. O diagnóstico fica estabelecido com os seguintes meios complementares de diagnóstico:

  • Tomografia computadorizada;
  • Eletrocardiograma;
  • Ressonância magnética cardíaca;
  • Ecocardiograma;
  • Radiografia torácica.

Tratamentos da Dextrocardia: A Dextrocardia deve ser tratada se a anomalia impedir o funcionamento normal dos órgãos vitais. Marcapassos e cirurgia para reparar o septo ajudam o coração a funcionar normalmente.Antibióticos serão prescritos para prevenir infecções na ausência ou funcionamento insatisfatório do baço.

Antibióticos podem ser administrados por um longo período de tempo para tratar doenças respiratórias. Embora os medicamentos reduzam o risco de infecções, pessoas com Dextrocardia poderão contrair um número maior de infecções do que as pessoas normais.A pessoa será observada para detecção de obstrução abdominal. A obstrução abdominal, também conhecida como obstrução intestinal, impede a eliminação de resíduos do corpo.

A localização do coração no lado direito do corpo aumenta a probabilidade de ocorrências de obstruções no sistema digestivo. Isso ocorre porque a Dextrocardia pode causar uma doença denominada má rotação intestinal. Nessa doença, os intestinos não se desenvolvem corretamente. As obstruções intestinais são perigosas e podem ser fatais se não forem tratadas. É necessário realizar cirurgia para corrigir essas obstruções.

Perspectiva de Vida de Pessoas com Dextrocardia: Pessoas com Dextrocardia isolada têm grandes chances de viver uma vida normal. Nos casos mais complicados, as pessoas podem enfrentar problemas de Saúde por toda a vida. Mesmo com reparo cirúrgicos dos defeitos cardíacos, ocorrerão doenças frequentes. Homens com problemas nos cílios podem ficar inférteis devido à redução da capacidade dos espermatozoides de avançarem e fertilizar o óvulo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.