Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos

Como Tratar Sífilis de Forma Eficaz

Como Tratar Sífilis de Forma Eficaz é muito importante para a saúde. Além disso, a Sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST), de natureza infectocontagiosa, podendo ser adquirida em qualquer fase da vida. É conhecida desde o século XV, quando se disseminou rapidamente pela Europa, e hoje em dia ainda é um problema de saúde importante em países subdesenvolvidos e desenvolvidos.

Como a grande maioria das doenças infectocontagiosas, pode aumentar o risco de transmissão da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA – AIDS). O agente causador é uma bactéria conhecida como Treponema pallidum, que só acomete seres humanos. É conhecida há mais de cem anos, mas o seu cultivo em laboratório é muito difícil.

Causas da Sífilis: A Sífilis é causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum, que é geralmente transmitida via contato sexual e que entra no corpo por meio de pequenos cortes presentes na pele ou por membranas mucosas. Só é contagiosa nos estágios primário e secundário e, às vezes, durante o início do período latente. Raramente, a Sífilis pode ser transmitida pelo beijo, mas também pode ser congênita, sendo passada de mãe para filho durante a gravidez ou parto. Uma vez curada, a Sífilis não pode reaparecer – a não ser que a pessoa seja reinfectada por alguém que esteja contaminado.

Sintomas da Sífilis: Os sintomas da Sífilis dependem muito com o estágio em que a doença se encontra. Veja quais são as características de cada fase de contaminação da Sífilis:

Primeiro Estágio: Denominado Sífilis primária, ocorre em torno de algumas semanas depois do contágio por meio de contato sexual desprotegido ou que e pode ser assintomática. Nesse estágio, há a formação de feridas indolores onde há a infecção. Essas feridas não são visíveis, especialmente quando localizadas no colo do útero ou no reto. Após quatro a seis semanas, essas feridas desaparecem, mesmo sem o paciente ter percebido ou procurado tratamento. Após esse período, a bactéria Treponema permanece inativa no organismo.

Segundo Estágio: O segundo estágio denominado Sífilis secundária ocorre até oito semanas depois da formação das feridas. Em torno de 33% dos indivíduos que não cuidaram da Sífilis primária acabam desenvolvendo a secundária. Mais uma vez, os sintomas podem desaparecer sem qualquer tratamento e a bactéria se torna novamente inativa no organismo. Nesse estágio, o infectado pode sofrer com os seguintes sintomas, que são bem parecidos com o de um resfriado, porém com algumas diferenças. Confira quais são os sintomas da Sífilis nesse estágio da doença:

  • Febre;
  • Dores musculares;
  • Dor de garganta com dificuldade para engolir;
  • Manchas vermelhas pela pele;
  • Íngua nas axilas, entre outras regiões.

Sífilis Latente: Trata-se do estágio em que a Sífilis fica inativa e não há quaisquer sintomas. O estágio latente pode durar anos sem que o indivíduo manifeste qualquer sintoma. Há a chance de a Sífilis ficar inativa para sempre, sem nenhuma manifestação. No entanto, se ela se desenvolver para o estágio seguinte, pode causar um quadro muito grave, incluindo danos permanentes para a saúde do organismo até a morte.

Terceiro Estágio: O estágio seguinte trata-se da Sífilis terciária, que pode atingir em torno de 15% dos indivíduos com Sífilis que não fizeram nenhum tipo de tratamento. O estágio terciário pode se manifestar muitos anos após a infecção. Nesse estágio, a Sífilis pode causar danos a diversos órgãos, como o cérebro, coração, fígado, nervos, ossos, vasos sanguíneos e articulações. Algumas das consequências são:

  • Problemas nervosos;
  • Demência;
  • Paralisia;
  • Cegueira.

Entre tantos outros problemas que podem levar até a morte, em casos mais críticos.

Como Tratar Sífilis de Forma Eficaz: O tratamento da Sífilis se faz com o uso de penicilina, um antibiótico que ao longo dos anos se provou eficaz no combate da bactéria Treponema. Normalmente, em estágios iniciais, o paciente tomará uma injeção de penicilina que impedirá que a Sífilis se desenvolva. Caso o paciente esteja em um estágio mais agravado da doença, ele pode precisar tomar mais de uma dose da injeção. Quanto mais cedo for realizado o tratamento maiores são as chances de sucesso. Isso ressalta a importância de realização do diagnóstico da doença logo na Sífilis primária, quando a infecção acabou de acontecer.

Quando estiver realizando o tratamento, o paciente deverá consultar o médico regularmente para verificar o progresso e tratar possíveis efeitos colaterais da injeção de penicilina. O paciente também deverá realizar exames até dois anos depois para certificar que a infecção foi curada. Remédios utilizados para o tratamento da Sífilis:

  • Benzetacil
  • Bepeben
  • Clordox
  • Doxiciclina
  • Eritromicina

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.