Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos

Como Curar o Cobreiro Naturalmente

Como Curar o Cobreiro Naturalmente é uma ótima alternativa para quem deseja se ver livre do Cobreiro, que é um problema que atinge muitas pessoas em todo o mundo. Além disso, o Cobreiro que leva o nome científico de herpes zoster, é uma infecção causada pelo mesmo vírus responsável por causar a varicela ou como também é conhecida: catapora.

Você não pode desenvolver o Cobreiro sem ter sido anteriormente, infectado com o vírus da varicela (geralmente isso ocorre na infância). O Cobreiro pode ocorrer em pessoas que têm o seu sistema imunológico enfraquecido, pessoas com HIV e com mais de 60 anos de idade (especialmente aquelas com diabetes, câncer ou outras doença que podem baixar a sua imunidade) estão mais propensas a se infectar.

Mesmo que as lesões causadas pelo Cobreiro sejam curadas, o vírus não morre. Ele continua vivo nas raízes nervosas perto da medula espinhal de forma latente ou inativa. Embora o sistema imunológico não possa matar completamente o vírus, geralmente é possível evitar que o vírus volte a se ativar novamente pelo resto da vida do indivíduo infectado. No entanto, se o sistema imunológico enfraquece, o vírus pode escapar das raízes nervosas e ser ativado. E em vez de retornar como varicela/catapora, ele aparece como Cobreiro.

Transmissão do Cobreiro: Assim como a varicela, a transmissão do Cobreiro ocorre pelo contato direto, pessoa-pessoa, através do contato com as secreções produzidas pelas bolhas do indivíduo infectado. O Cobreiro pode aparecer em situações de estresse, exposição solar, ou alguma baixa no sistema imunológico.

Contágio do Cobreiro: Para evitar o contágio do vírus do herpes zóster, não é recomendável tocar na ferida do individuo que esteja infetado, e caso esteja presente na boca não é recomendável beber do mesmo copo, ou partilhar qualquer tipo de objeto que tenha entrado em contato com a ferida. Lembre-se que se uma pessoa nunca teve catapora, se alguma vez entrar em contato com o vírus herpes zóster, mesmo sendo adulta, não terá o Cobreiro mas sim a catapora.

Sintomas do Cobreiro: Os sintomas do Cobreiro são principalmente:

Após, aproximadamente, 3 dias surgem bolhas que, ao arrebentar, liberam um líquido transparente. Esta ferida dura, em média, 10 dias, mas pode durar até 21 dias.

Fatores de Risco Para o Cobreiro: Como já referido, para ter Cobreiro é necessário já ter tido catapora em algum momento da vida. Até 20% dos pacientes com história de catapora na infância apresentarão pelo menos um episódio de Cobreiro, que surge, geralmente, após os 50 anos. Entre os pacientes com mais de 85 anos essa taxa sobe para mais de 50%. O Cobreiro surge quando há uma queda nas defesas imunológicas. Entre os fatores de risco podemos citar:

Como Curar o Cobreiro Naturalmente: Os Remédios caseiros e populares para tratar o Cobreiro são:

  • Ferva algumas folhas de dente de leão em um litro de água durante quinze minutos. Beba três xícaras por dia.
  • Aplique água oxigenada sem diluir sobre cada uma das bolhas, para isso, use um conta gotas desinfetado ou um algodão.
  • Misture meia cenoura fervida e picada em água e obtenha uma pasta, semelhante a um purê. Aplique como cataplasma nas regiões afetadas pelo Cobreiro.
  • Ferva cinquenta gramas de verbena em um copo de água por cinco minutos. Estenda a verbena sobre um pano e coloque na pele, na região afetada. Repita sempre que o pano secar.
  • Ferva duas porções de folhas de azeda-miúda (Rumex acetosa) em um litro de água durante dez minutos. Retire do fogo, deixe esfriar e empape um pano na infusão para aplicá-lo nas bolhas.
  • Ferva um punhado de folhas de bardana em meio litro de água por cinco minutos. Retire do fogo, deixe esfriar, empape um pano de algodão e aplique na região afetada. Deixe atuar por meia hora.
  • Beba várias xícaras de chá com bálsamo de limão durante o dia para aproveitar suas propriedades antivirais. Isso ajudará a prevenir a propagação do vírus a outras partes do corpo. Guarde as bolsinhas de chá na geladeira e aplique nas bolhas.
  • Coloque farinha de aveia ou amido de milho em um pouco de água, de forma que fique uma mistura líquida. Lave as lesões com essa água por pelo menos vinte minutos. Repita o tratamento todos os dias antes de dormir, ele ajudará a aliviar a coceira.
  • Aplique um curativo adesivo úmido nas erupções quando estiverem em um estágio avançado. Cuidado para não fixar a parte adesiva sobre uma das bolhas! Molhe uma toalha com água fria, retorça e deixe alguns minutos na região até que a temperatura regule.
  • Faça um creme com sementes de pimentão picante e gel de babosa (ou utilize um creme pronto que contenha esses ingredientes). Além de adicionar pimentão à dieta diária para aproveitar as vantagens da capsaicina (em farmácias é possível encontrar alguns cremes que contenham esse último ingrediente).
  • Uma planta muito boa é a melissa, que é potente e efetiva para curar o Cobreiro ou herpes zoster de forma natural. Tem efeitos calmantes, analgésicos e antiespasmódicos. Prepare uma infusão com uma boa quantidade dessa erva e deixe esfriar até ficar morna. Aplique na região com um algodão ou um pano, pelo menos quatro vezes por dia. Se beber o chá de melissa será possível combater o mal-estar associado ao problema (como a febre ou a dor generalizada).
  • Outra planta medicinal eficaz para tratar o Cobreiro é a unha-de-gato. Não é recomendada para mulheres grávidas e é um potente antiviral e anti-inflamatório. Prepare uma infusão e repita os mesmos passos indicados para a melissa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.