Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças Doenças e Tratamentos Sintomas

Colite Microscópica – O que é, Sintomas e Tratamentos

Colite Microscópica – O que é, Sintomas e Tratamentos com medicamentos. Além disso, a Colite Microscópica é uma inflamação do intestino grosso (cólon) que causa diarreia aquosa persistente. A desordem é o nome do fato de que é necessário examinar o tecido do cólon no microscópio para identificá-lo, pois o tecido pode parecer normal com colonoscopia ou sigmoidoscopia flexível. O termo colite se refere à inflamação da mucosa do intestino grosso. Existem vários tipos de colites, como a Doença de Crohn, a retocolite ulcerativa, a colite isquêmica, a colite infecciosa, a colite eosinofílica e a Colite Microscópica. O objetivo deste texto é discutir sobre a colite microscópica (ou micro colite), que é uma alteração do intestino grosso (cólon) que vem se tornando frequente em nosso meio e que deve ser lembrada como uma possível causa de sintomas digestivos.

A micro colite é uma causa muito comum de diarreia crônica, e a sua incidência vem aumentando muito nos últimos 20 anos, principalmente devido a melhoria dos mecanismos e métodos diagnósticos. O termo Colite Microscópica foi descrito pela primeira vez em 1980 para caracterizar pacientes com diarreia crônica e com mínimas alterações histológicas (microscópicas). Atualmente a Colite Microscópica se divide em duas formas de comprometimento celular, a linfocítica e a colagenosa.

Tipos de Colite Microscópica: Existem Dois Subtipos de Colite Microscópica:

  • Colite colágena , em que uma camada grossa de proteína (colágeno) se desenvolve em tecido do cólon
  • Colite linfocítica, em que os glóbulos brancos (linfócitos) aumentam no tecido do cólon

Os pesquisadores acreditam que a colite colagenosa (kuh-LAYJ-uh-nus) e colite linfocítica podem ser diferentes fases da mesma condição. Sintomas, testes e tratamento são os mesmos para ambos os subtipos. Os sintomas da Colite Microscópica podem vir e ir com freqüência. Às vezes, os sintomas se resolvem por conta própria. Caso contrário, seu médico pode sugerir uma série de medicamentos efetivos.

Causas de Colite Microscópica: Não está claro o que causa a inflamação do cólon encontrada na Colite Microscópica. Os pesquisadores acreditam que as causas podem incluir:

  • Medicamentos que podem irritar o revestimento do cólon.
  • Bactérias que produzem toxinas que irritam o revestimento do cólon.
  • Vírus que desencadeiam inflamação.
  • Doença auto-imune associada a Colite Microscópica, como artrite reumatóide ou doença celíaca. A doença auto-imune ocorre quando o sistema imunológico do seu corpo ataca os tecidos saudáveis.
  • O ácido biliar não está sendo devidamente absorvido e irrita o revestimento do cólon.

Sintomas de Colite Microscópica: Os sinais e sintomas da Colite Microscópica incluem:

  • Diarreia aquosa crônica
  • Dor abdominal ou cólicas
  • Perda de peso
  • Náusea
  • Incontinência fecal

Quando Consultar um Médico: Se você tem diarreia aquosa que dura mais de alguns dias, entre em contato com seu médico para que sua condição possa ser diagnosticada e devidamente tratada.

Fatores de Risco de Colite Microscópica: Os fatores de risco para Colite Microscópica incluem:

  • Idade e Sexo. A Colite Microscópica é mais comum em pessoas com idades entre 50 e 70 e mais comum em mulheres do que em homens. Alguns pesquisadores sugerem uma associação com uma diminuição dos hormônios nas mulheres após a menopausa.
  • Doença Autoimune. Pessoas com Colite Microscópica às vezes também têm uma doença auto-imune, como doença celíaca, doença da tireóide, artrite reumatóide, diabetes tipo 1 ou psoríase.
  • Ligação Genética. A pesquisa sugere que pode haver conexão entre Colite Microscópica e história familiar de síndrome do intestino irritável.
  • Fumar. Estudo de pesquisa recente mostrou associação entre tabagismo e Colite Microscópica, especialmente em pessoas de 16 a 44 anos.

Alguns estudos de pesquisa indicam que o uso de certos medicamentos pode aumentar seu risco de Colite Microscópica. Mas nem todos os estudos concordam. Os medicamentos que podem estar ligados à condição incluem:

  • Aspirina, acetaminofeno (Tylenol, outros) e ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros)
  • Inibidores da bomba de protões, incluindo lansoprazole (Prevacid), esomeprazol (Nexium), pantoprazole (Protonix), .rabeprazole (Aciphex), omeprazole (Prilosec) e dexlansoprazole (Dexilant)
  • Acarbose (Precoce)
  • Flutamida
  • Ranitidina (Zantac)
  • Inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS), tais como sertralina (Zoloft)
  • Carbamazepina (Carbatrol, Tegretol)
  • Clozapina (Clozaril, Fazaclo)
  • Entacapone (Comtan)
  • Paroxetina (Paxil, Pexeva)
  • Simvastatina (Zocor)

Complicações de Colite Microscópica: A maioria das pessoas é tratada com sucesso por Colite Microscópica. A condição não aumenta seu risco de câncer de cólon.

Diagnóstico de Colite Microscópica: Uma história médica completa e um exame físico podem ajudar a determinar se outras condições, como a doença celíaca, podem contribuir para sua diarreia. O seu médico também irá perguntar sobre os medicamentos que você está tomando, particularmente a aspirina e o ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros), o que pode aumentar seu risco de Colite Microscópica.

Um diagnóstico definitivo de Colite Microscópica requer uma amostra de tecido do cólon (biópsia) obtida durante uma colonoscopia ou sigmoidoscopia flexível. Ambos os testes usam um tubo longo e fino com uma câmera na extremidade e um dispositivo de amostragem de tecido anexado para examinar o interior do cólon e remover uma amostra de tecido. Em ambos os subtipos de Colite Microscópica, as células do tecido do cólon têm aparência distinta ao microscópio, pelo que o diagnóstico é definitivo.

Outros Testes: Além da colonoscopia ou sigmoidoscopia flexível, você pode ter um ou mais desses testes para excluir outras causas de seus sintomas.

  • Análise de amostras de fezes para ajudar a excluir a infecção como causa de diarreia persistente.
  • Teste de sangue para procurar sinais de anemia ou infecção.
  • Endoscopia superior com biópsia para descartar a doença celíaca. Os médicos usam um tubo longo e fino com uma câmera na extremidade para examinar a parte superior do trato digestivo. Eles podem remover uma amostra de tecido (biópsia) para análise em laboratório.

Tratamento de Colite Microscópica: A Colite Microscópica pode melhorar por conta própria. Mas quando os sintomas persistem ou são graves, você pode precisar de tratamento para aliviá-los. Os médicos geralmente tentam uma abordagem gradual, começando com os tratamentos mais simples e facilmente tolerados.

Dieta e Descontinuação da Medicação: O tratamento geralmente começa com mudanças em sua dieta e medicamentos que podem ajudar a aliviar a diarreia persistente. Seu médico pode recomendar que você:

  • Coma uma dieta com baixo teor de gordura e pouca fibra. Alimentos que contêm menos gordura e são baixos em fibras podem ajudar a aliviar a diarreia.
  • Interrompa os produtos lácteos, glúten ou ambos. Esses alimentos podem piorar seus sintomas.
  • Evite cafeína e açúcar.
  • Interrompa qualquer medicação que possa ser uma causa de seus sintomas. O seu médico pode recomendar uma medicação diferente para tratar uma condição subjacente.

Medicamentos: Se os sinais e sintomas persistirem, o seu médico pode recomendar:

  • Medicamentos antidiarreicos como loperamida (Imodium) ou subsalicilato de bismuto (Pepto-Bismol)
  • Medicamentos que bloqueiam os ácidos biliares (que podem contribuir para a diarreia), tais como colestiramina / aspartame ou colestiramina (Questran), ou colestipol (Colestid)
  • Esteroides como budesonida (Entocort EC)
  • Medicamentos anti-inflamatórios como mesalamina (Delzicol, Apriso, outros) para ajudar a controlar a inflamação do cólon
  • Medicamentos que suprimem o sistema imunológico para ajudar a reduzir a inflamação no cólon, como mercaptopurina (Purinethol), Azatioprina (Azasan, Imuran)

Cirurgia: Quando os sintomas da Colite Microscópica são graves e os medicamentos não são eficazes, o seu médico pode recomendar a cirurgia para remover todo ou parte do seu cólon. A cirurgia raramente é necessária para tratar a Colite Microscópica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.