Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Calculo Biliar – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Calculo Biliar – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos desta condição. Além disso, o Calculo Biliar é o depósito de cristais na vesícula biliar. Sua vesícula biliar é um pequeno órgão abaixo do fígado no abdômen superior direito. É uma bolsa que armazena bile, um líquido verde-amarelo que auxilia na digestão. A maioria dos casos de Calculo Biliar se forma quando há muito colesterol na bile.

Causas do Calculo Biliar:  80 por cento dos Calculo Biliar são feitos de colesterol. Os outros 20 por cento dos cálculos são feitos de sais de cálcio e bilirrubina. Não se sabe exatamente o que faz com que o Calculo Biliar se forme, embora haja algumas teorias.

Muito Colesterol na sua Bile: Ter um colesterol elevado na bile pode levar a Calculo Biliar. Essas pedras duras podem se desenvolver caso o fígado produza mais colesterol do que a bile pode dissolver.

Grande quantidade de Bilirrubina na Bile: A bilirrubina é um produto químico produzido quando o fígado destrói os velhos glóbulos vermelhos. Alguns problemas, como danos ao fígado e determinadas doenças de sangue, fazem com que o fígado produza mais bilirrubina do que deveria. O Calculo Biliar se forma quando sua vesícula não pode quebrar o excesso de bilirrubina. Estas pedras duras são, muitas vezes, castanho escuro ou preto.

Bile Concentrada Devido a Uma Vesícula Biliar Completa: A vesícula biliar precisa esvaziar a bile para torna-se saudável e funcionar corretamente. Caso não consiga esvaziar o conteúdo da bile, a bile fica excessivamente concentrada, o que faz com que as pedras se formem.

Sintomas do Calculo Biliar: O Calculo Biliar pode levar à dor no abdômen superior direito. Você pode começar a ter dor da vesícula biliar de vez em quando ao consumir alimentos com alto teor de gordura, como alimentos fritos. A dor geralmente não dura mais do que algumas horas.
Você também pode experimentar:

  • Náusea
  • Vômito
  • Urina escura
  • Fezes coloridas com argila
  • Dor de estômago
  • Diarreia
  • Indigestão
  • Estes sintomas também são conhecidos como cólica biliar.
  • Cálculos assintomáticos

O próprio Calculo Biliar não causa dor. Pelo contrário, a dor ocorre quando o Calculo Biliar bloqueia o movimento da bile da vesícula biliar. Oitenta por cento das pessoas têm “Calculo Biliar silencioso”. Isso significa que não experimentam dor ou apresentam sintomas. Nestes casos, o médico pode descobrir o Calculo Biliar por meio de raios-X ou durante a cirurgia do abdômen.

Complicações do Calculo Biliar:  Quando um Calculo Biliar bloqueia o ducto onde a bile se move da vesícula biliar, pode causar inflamação e infecção na vesícula biliar. Isso é conhecido como colecistite aguda. É uma emergência médica. O risco de desenvolver colecistite aguda por cálculos sintomáticos é de 1 a 3 por cento. Os sintomas associados à colecistite aguda incluem:

  • Dor intensa na parte superior do estômago
  • Febre
  • Arrepios
  • Perda de apetite
  • Náusea e vômito

Consulte um médico imediatamente caso estes sintomas durem mais de 1 a 2 horas ou se tiverem febre.

Outras complicações: O Calculo Biliar não tratado pode causar complicações como:

  • Icterícia, uma tonalidade amarelada à sua pele ou olhos
  • Colecistite, infecção vesicular
  • Colangite, infecção por via biliar
  • Sépsis, uma infecção no sangue
  • Inflamação do pâncreas
  • Câncer da vesícula

Diagnósticos do Calculo Biliar: O médico irá realizar um exame físico que inclua a observação dos olhos e da pele para mudanças visíveis de cor. Uma tonalidade amarelada pode ser um sinal de icterícia, resultado de uma grande quantidade de bilirrubina em seu corpo.

O exame pode envolver o uso de testes de diagnóstico que auxilia o médico a observa o interior corporal. Esses testes incluem:
Ultrassom: uma ultrassonografia produz imagens de seu abdômen. É o método de imagem preferido pelos médicos para confirmar caso tenha doença de Calculo Biliar. Também pode mostrar anormalidades associadas a colecistite aguda.

Tomografia Computadorizada Abdominal: Este teste de imagem tira fotos de fígado e região abdominal.

Varredura da Radionuclídeo da Vesícula Biliar: esta varredura importante leva aproximadamente uma hora para ser concluída. Um especialista injeta uma substância radioativa em suas veias. A substância percorre seu sangue até fígado e à vesícula biliar. Em uma varredura, pode revelar evidências que sugerem infecção ou bloqueio dos canais biliares causados por pedras.

Exames de Sangue: o médico pode pedir exames de sangue que meça a quantidade de bilirrubina no sangue. Os testes também ajudam na determinação da saúde do fígado.
Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (ERCP): a ERCP é um procedimento que utiliza uma câmera e raios-X para analisar os problemas na bile e ductos pancreáticos. Isso auxilia o médico a procurar cálculos biliares preso em seu ducto biliar.

Tratamentos Para Calculo Biliar: Na maioria das vezes, você não precisará de tratamento para Calculo Biliar, a menos que cause dor. Às vezes, muitas pessoas têm cálculos biliares e não sabem. Caso esteja com dor, o médico provavelmente recomendará uma cirurgia. Em casos raros, medicamentos podem ser usados.
Caso tenha um alto risco de complicações cirúrgicas, um tubo de drenagem pode ser colocado na vesícula através da pele. Sua cirurgia pode ser adiada até que o risco seja reduzido ao tratar seus outros problemas médicos.

Tratamento Natural e Remédios Caseiros: Caso tenha Calculo Biliar e não possua sintomas, você pode fazer determinadas mudanças no estilo de vida. Alguns suplementos nutricionais que você pode tomar incluem vitamina C, ferro e lecitina. Um estudo descobriu que a vitamina C e a lecitina podem diminuir o risco de cálculos biliares. Fale com seu médico sobre a dosagem apropriada desses suplementos.

Algumas pessoas recomendam um rubor de vesícula biliar, que envolve o jejum e, em seguida, tomam o azeite e o suco de limão para auxiliar na passagem do Calculo Biliar. Não há evidências de que isso funcione, e pode até fazer com que os cálculos biliares se tornem presos na via biliar.

Cirurgia: O médico pode precisar de uma remoção laparoscópica da vesícula biliar. Esta é uma cirurgia comum que requer anestesia geral. O cirurgião geralmente faz 3 ou 4 incisões em seu abdômen. Em seguida, inserirão um pequeno dispositivo iluminado em uma das incisões e remover cuidadosamente a vesícula biliar.
Geralmente, você vai para casa no dia do procedimento ou no dia seguinte caso não tenha complicações.

Você pode experimentar fezes soltas ou aquosas após a remoção da vesícula biliar. A remoção de uma vesícula biliar envolve o reencaminhamento da bile do fígado para o intestino delgado. A bile já não passa pela vesícula biliar e torna-se menos concentrada. O resultado é um efeito laxante que causa Diarreia

. Para tratar isso, coma uma dieta com baixa quantidade de gorduras para que libere menos bile.

Tratamentos Não Cirúrgicos: A medicação geralmente não é mais usada pois as técnicas laparoscópicas e robotizadas tornam a cirurgia muito menos arriscada do que costumava ser. No entanto, caso não possa operar, você pode tomar ursodiol para dissolver o Calculo Biliar causado pelo colesterol. Você precisará tomar este medicamento 2 a 4 vezes por dia.

Os medicamentos podem levar vários anos para eliminar o Calculo Biliar, e o Calculo Biliar pode se formar novamente caso interrompa o tratamento. A litotripsia de onda de choque é outra opção. Um litotritor é uma máquina que gera ondas de choque que passam por uma pessoa. Essas ondas de choque podem quebrar o Calculo Biliar em pedaços menores.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.