Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas Para Cabelo Doenças e Tratamentos

Azia – O que é, Sintomas e Tratamentos

Azia – O que é, Sintomas e Tratamentos deste desconforto que atinge milhões de pessoas no mundo. Além disso, Azia é uma sensação de queimação vinda da parte de trás do esterno, um osso localizado na parte anterior do tórax. Pode se apresentar como uma dor que se irradia pelo peito, pescoço ou a garganta. O nome Azia se origina das dores no peito que geralmente acompanham o desconforto – dores que podem ser tão fortes que você pode imaginar que está tendo um ataque do coração. Na verdade, as dores não têm nada a ver com o coração. A0 invés disso, são causadas pelo ácido do estômago que se desloca para o esôfago, produzindo uma sensação de queimação e desconforto. Os sintomas são geralmente causados por uma doença conhecida por doença de refluxo gastroesofágico.

Causas da Azia:  Na maior parte dos casos, a Azia constante é sintoma de refluxo gastroesofágico ou de hérnia de hiato, e surge principalmente nas 2 primeiras horas após a refeição ou quando o indivíduo se deita logo após se alimentar. Veja quais os sintomas de refluxo e de hérnia de hiato. Outra grande causa de Azia são os erros alimentares, especialmente quando se tem o hábito de comer grandes volumes em uma só refeição, abusar de bebidas alcoólicas e consumir muitas frituras, gorduras e condimentos processados, como caldos de carne em cubos.

Além disso, o uso de roupas apertadas favorece o surgimento de Azia porque, ao apertar o estômago, as roupas justas acabam fazendo com que o conteúdo gástrico suba para a laringe e garganta. A gravidez também tem este mesmo efeito, pois o aumento do tamanho do bebê faz com que o estômago fique pressionado, causando a Azia. Entenda melhor porque a grávida tem Azia.

 

Sintomas da Azia: Os sintomas de Azia ocorrem geralmente após uma refeição ou quando você se deita.

  • Sensação de queimação na parte superior do abdômen, que se desloca até o peito, continuando pelo pescoço e para a parte de trás da garganta.
  • Eructação (arroto) e regurgitação de sucos gástricos amargos.
  • Desconforto que piora quando você se deita (diferente da dor no peito proveniente de um ataque do coração, que é geralmente asso ciado a uma atividade física).
  • Em alguns casos, náusea.

 Tratamentos da Azia: O que acontece se você não tomar providência: Uma Azia ocasional leve geralmente cede sozinha em questão de algumas horas e não é motivo de maiores preocupações. Mas se você tem Azia frequentemente, deve procurar um médico, uma vez que o refluxo ácido persistente pode levar à inflamação do esôfago, tornando difícil o ato de engolir. A doença de refluxo gastroesofágico crônica também pode levar a outra doença chamada esôfago de Barrett. Você deverá adotar um novo estilo de vida e mudar a dieta, em combinação com medicamentos, para reduzir ou eliminar o problema.

Soluções caseiras: Existem muitos preparados adquiridos sem receita médica que visam aliviar a Azia. Nenhum é recomendado para uso muito prolongado. Leia com cuidado os alertas da bula. Mulheres grávidas, crianças e pessoas com úlcera ou problemas nos rins devem consultar um médico antes de usar qualquer tipo de medicação para Azia.

Antiácidos: Se você tem sintomas de Azia, não tente “derrotá-la”. O desconforto de uma Azia ocasional (uma ou duas vezes ao mês) pode ser acalmado com a administração de algum antiácido adquirido sem receita médica. Estes medicamentos vêm em comprimidos, líquido ou em tabletes efervescentes e em fórmulas de potência regular ou extra. Os antiácidos que contêm  Magnésio podem causar diarreia, enquanto que os que contêm cálcio podem causar constipação.

Os antiácidos devem resolver a situação quase imediatamente. A dose recomendada, administrada uma ou três horas após a refeição, deve oferecer diferentes graus de alivio. Se uma dose única não acalmar o sintoma, o problema pode ser mais severo e você deve procurar um médico. Não use antiácidos com frequência e regularmente. Não somente os efeitos colaterais podem piorar como podem mascarar os sintomas que requerem atendimento médico. Os antiácidos também podem interferir na absorção de outros medicamentos.

Bloqueadores 112: Estas drogas, adquiridas sem receita médica, contêm 50% da dosagem mínima das fórmulas prescritas e devem ser administradas antes dos acessos, para prevenir o excesso de ácido expelido. Quando você percebe que vai ficar com Azia tome um bloqueador H2. Seja sofre de Azia, conseguirá alívio mais rápido tomando um antiácido convencional.

Não tomar leite como remédio. Ao contrário do mito popular, o leite não é um antídoto recomendado para Azia. Um copo de leite oferece algum alívio assim que desce para o estômago, mas o leite não age prevenindo a acidez, podendo, eventualmente, estimular ainda mais sua produção no estômago. Em menos de 30 minutos você pode desenvolver uma acidez mais severa do que a que vinha tratando.

Azia ou ataque do Coração: A Azia e o ataque do coração têm sintomas que se sobrepõem. Mas existem diferenças substanciais. Os sintomas a seguir sinalizam um ataque do coração, não Azia:

  • Dor que se irradia para a mandíbula ou para o braço.
  • Dor acompanhada de suor, náusea, tontura ou dificuldade para respirar.
  • Dor durante a realização de um esforço físico,

Se estes sintomas estiverem presentes, você pode estar com um ataque do coração e deve buscar atendimento médico imediatamente.

Como evitar Azia:

  • Não comer demais. Ao invés disso, fazer refeições menores com maior frequência. Quando você exagera, a tendência do alimento é se acumular e se espremer no estômago, forçando os sucos digestivos para cima. Ao invés de fazer grandes refeições no almoço e no jantar, o que faz o estômago produzir muito ácido, coma de 4 a 6 pequenas refeições, espaçando-as ao longo do dia.
  • Evitar alimentos gordurosos ou ácidos. Determinados alimentos trazem desconforto ou exacerbam os sintomas para muitas vítimas da Azia. Isto inclui as frutas cítricas, a mistura do Bloody Mary (coquetel feito com vodka e suco de tomate), cebola, tomate e molhos de tomate e as comidas gordurosas, especialmente a carne gordurosa frita (a gordura demora a digerir). O vinho tinto, licores para depois das refeições, chocolate e menta ou hortelã também aumentam a Azia.
  • Evitar prisão de ventre. Forçar o intestino pode aumentar a pressão abdominal, provocando Azia. Você deve aumentar a ingestão de uma dieta rica em fibras e líquidos, que facilitam a eliminação do alimento digerido.
  • Se fumar, pare. O cigarro afeta o esfíncter esofágico inferior e permite a entrada dos ácidos estomacais no esôfago.
  • Evitar cafeína. A cafeína do café, chá e do chocolate pode aumentar a produção de ácidos no estômago, levando à Azia.
  • Limitar o consumo de álcool. Muitas bebidas que contêm álcool relaxam o esfíncter esofágico inferior, provocando Azia.
  • Soltar o cinto. Se comer mais que o usual, você deve soltar o cinto para não apertar o estômago e forçar os ácidos para cima.
  • Cuidado com os lanches antes de dormir. Você não deve comer muito antes de dormir. Coma quatro horas antes de se recolher. A combinação de uma refeição grande e a posição horizontal de descanso forçam os sucos digestivos para o esôfago. E melhor ficar de pé pelo menos algumas horas antes de deitar.
  • Dormir do lado esquerdo. Se você tem Azia à noite, esta posição deverá manter os conteúdos ácidos do estômago abaixo da união com o esôfago inferior, reduzindo, assim, o ácido que volta para o esôfago.
  • Levantar a cabeceira da cama. Deixar o corpo inclinado para cima deverá impedir que os ácidos estomacais se movimentem no esôfago durante a noite. Colocar alguns blocos de madeira sob os pés da cama, na cabeceira ou um calço que se encaixe sob o colchão.
  • Reduzir o estresse diário. Se o estresse causar Azia, você deve encontrar meios de reduzi-lo através de aconselhamento profissional, técnicas de relaxamento ou exercícios regulares.
  • Verificar os medicamentos com efeitos colaterais. Determinados medicamentos, como os anti-histamínicos, contraceptivos, remédios para hipertensão, para o coração, para asma e sedativos podem agravar a Azia porque diminuem a resistência do esfíncter esofágico inferior. Se você toma medicamentos regularmente, converse com o médico a respeito de possível Azia.
  • Perder peso. Se estiver acima do peso, os quilos a mais forçam o esfíncter esofágico inferior, contribuindo para seu enfraquecimento.

Quando buscar atendimento médico: Contatar um médico quando a Azia for persistente ou se você não melhorar em duas semanas após ter tentado as soluções caseiras. Ou ainda se os sintomas incluírem chiado, dificuldade para engolir, vômito com sangue que parece com café moído ou fezes pretas. Estes sintomas podem ser causados por um problema diferente do refluxo gastroesofágico, como uma úlcera, vesícula biliar ou outros problemas gastrointestinais.

O que o médico deverá fazer: Um histórico detalhado deverá ajudar o médico a fazer o diagnóstico da Azia. Ele deverá primeiro descartar problemas como angina e ataque do coração, uma vez que a dor no peito sentida quando se está com Azia é praticamente indistinta de problemas do coração. Se o médico suspeitar que o desconforto é realmente em função de Azia, a dieta alimentar deverá ser revista para que sejam identificados os alimentos inadequados. O médico poderá solicitar uma endoscopia (exame no qual um endoscópio é inserido no esôfago e no estômago) e, se necessário, obter uma amostra do tecido para biópsia.

Para o refluxo crônico e Azia, o médico deverá prescrever medicações para reduzir a acidez do estômago. Estas drogas incluem os bloqueadores H2 e os inibidores de bombeamento de prótons. Existem também medicações que reduzem a Azia acelerando o esvaziamento do estômago. Em casos raros, o refluxo muito severo pode necessitar de uma intervenção cirúrgica. Mas você não deve optar pela cirurgia até que tenham se esgotado todas as demais possibilidades.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.