Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Câncer de Pulmão Dicas de Saúde Doenças

As 5 Principais Doenças Causadas Pelo Cigarro

As 5 Principais Doenças Causadas Pelo Cigarro podem causar quase 50 tipos de doenças diferentes. Alem disso,  Muitos estudos desenvolvidos até o momento evidenciam que o consumo de derivados do tabaco pode rapidamente levar você a uma grave doença. Está comprovado que o tabagismo é responsável por 25% das mortes por angina e infarto do miocárdio, 90% dos casos de câncer no pulmão, 25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral) e 30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia).

Outras doenças que podem ter seu risco de ocorrência aumentado em decorrência do tabagismo destacam-se: hipertensão, aneurismas arteriais. Então. confira agora As 5 Principais Doenças Causadas Pelo Cigarro.

Da cárie ao Câncer: O tabagismo provoca vários estragos na região da boca. Além de modificar o hálito, a fumaça irrita a gengiva e pode facilitar o surgimento de cáries. Há também uma alteração nas papilas gustativas, o que afeta o paladar do fumante. O cigarro ainda aumenta os riscos de câncer de boca, apesar de ser menos prejudicial nesse aspecto que o charuto.

Estômago Embrulhado: Já foram encontrados resíduos de um agrotóxico chamado DDT em amostras do alcatrão que compõe o cigarro. O DDT irrita as paredes do estômago e pode levar o fumante a sentir náuseas. Além disso, uma parte das substâncias tóxicas do cigarro é metabolizada no estômago, o que é um das doenças causadas pelo cigarro que pode gerar gastrite, úlcera e até mesmo câncer.

Circulação ComprometidaA nicotina diminui a espessura dos vasos sanguíneos e o monóxido de carbono reduz a concentração de oxigênio no sangue. Assim, o fumante está mais sujeito a vários problemas relacionados à circulação, como aneurismas (dilatação de vasos sanguíneos que favorece os derrames), tromboses (entupimento de vasos), varizes e até uma doença chamada tromboangeíte obliterante, que afeta as extremidades do corpo, podendo levar à amputação de membros.

Sistema NervosoUm dos ingredientes presentes no cigarro é a nicotina. Ela atinge o cérebro em poucos segundos e vicia. Além disso, as doenças causadas pelo cigarro é capaz de aumentar os riscos de degeneração macular, catarata e deficiência visual. Ele também pode enfraquecer paladar e olfato, e assim o alimento torna-se menos agradável.

Sistema Cardiovascular: Fumar danifica todo o sistema cardiovascular. A nicotina provoca a constrição dos vasos sanguíneos, restringindo o fluxo. Além disso, há redução dos níveis de colesterol bom e aumento na pressão arterial – o que aumenta o risco de doenças causadas pelo cigarro e de formação de coágulos sanguíneos e, por consequência, de acidente vascular cerebral.

Sintomas de Tabagismo: Segundo o Manual Estatístico e Diagnóstico (DSM-IV) da Associação de Psiquiatria Americana (APA) os critérios diagnósticos para Dependência Química se aplicam também ao tabagismo. São eles.

Tolerância, definida por um dos dois aspecto a seguir: uma necessidade de quantidades progressivamente maiores da substância para adquirir o efeito desejado e acentuada redução do efeito com o uso continuado da mesma quantidade de substância.

Abstinência: sintomas que surgem com a súbita interrupção ou acentuada redução do consumo de nicotina: irritabilidade, inquietude, depressão, agitação, insônia, ansiedade, fome, falta de concentração, alteração do humor, queda da frequência cardíaca, aumento do apetite e/ou do peso.

A substância é frequentemente consumida em maiores quantidades ou por um período mais longo do que o pretendido. Existe um desejo persistente ou esforços mal-sucedidos no sentido de reduzir ou controlar o uso da substância.

Sintomas de abstinência produzem mal-estar clinicamente significativo, fazendo com que importantes atividades sociais, ocupacionais ou recreativas são abandonadas ou reduzidas em virtude do uso da substância e o individuo evite contato social ou situações nas quais sabidamente não poderá fumar (viagens longas ou ambientes livres de fumo).

O uso da substância continua, apesar da consciência de ter um problema físico (doenças cardíacas, pulmonares, câncer, etc.) ou psicológico persistente ou recorrente que tende a ser causado ou exacerbado pela substância.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.