Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Dicas para os homens

As 10 Principais Causas que Levam a Disfunção Eréctil

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

As Principais Causas que Levam a Disfunção Eréctil  que todos os homens não devem ignorar. Além disso, existem muitos fatores que contribuem para a ereção e ejaculação. Estimulantes físicos e mentais, hormônios, transmissões neurais e feedback, contrações e relaxamentos musculares, fluxo sanguíneo cardiovascular, entre outros fatores, todos trabalhando juntos para criar e manter uma ereção peniana adequada até a ejaculação.

Quando qualquer um dos processos ou fatores envolvidos é interrompido, pode causar a disfunção erétil – impotência sexual. As causas deste problema podem ser de ordem psicológica, física ( orgânica ) ou mista. Então, confira As 10 Principais Causas que Levam a Disfunção Eréctil.

Causas de Origem Psicológica: Entre as causas de origem psicológica podemos citar:

  • Ansiedade
  • Estresse
  • Depressão
  • Baixa autoestima
  • Cansaço, fadiga
  • Sentimento de culpa
  • Ansiedade com relação ao desempenho, como medo de falhar ou de não satisfazer a parceira
  • Preocupações com dinheiro, contas a pagar, desemprego, instabilidade no trabalho, entre outras
  • Discórdias, brigas, discussões com a parceira
  • Incidente prévio de fracasso sexual causado por excesso de ingestão de álcool ( bebedeira ), cansaço, preocupação, nervosismo, sentimento de culpa, entre outras.

Causas de Origem Física ( orgânica ): As causas físicas da disfunção erétil geralmente afetam uma fase particular no processo da ereção. Entre as causas de origem física podemos citar:

Diabetes: A diabetes é uma das causas mais comuns da disfunção erétil. Nervos ou vasos sanguíneos que controlam o fluxo de sangue para o pênis podem tornar-se permanentemente danificados em consequência do diabetes, podendo levar à disfunção erétil.

Doença de Peyronie: A doença de Peyronie costuma se manifestar através de fibroses no interior do pênis, que podem provocar deformidades penianas, como curvaturas, afinamentos, perdas de tamanho. Pode provocar curvaturas penianas que se manifestam durante a ereção e que podem atingir 90 graus ou mais tanto para cima, como para baixo ou para os lados, podendo estar associada ou não a dor durante as ereções. Desta forma, pode dificultar ou até mesmo impossibilitar o ato sexual. Associado à doença de Peyronie, poderá haver disfunção erétil em graus variáveis de intensidade em até 50% ou mais dos casos.

Doenças Cardiovasculares: Problemas vasculares, tais como o endurecimento das artérias (arteriosclerose), pode tornar lento o fluxo de sangue dentro do pênis, o que torna difícil obter ou manter uma ereção.

Obs: Uma vez que isto afeta os vasos pequenos antes de afetar os vasos maiores, encontrando um problema de disfunção erétil poderia sinalizar a presença de uma doença cardiovascular.

Às vezes, as veias que mantêm o sangue no pênis durante uma ereção são danificadas e a ereção não é mantida tempo suficiente para que uma relação sexual ocorra.Problemas Hormonais: Algumas doenças, tais como insuficiência renal e doença hepática, podem perturbar o equilíbrio dos hormônios, os quais controlam as ereções. Baixos níveis de testosterona também pode ser um fator.

Alcoolismo: O alcoolismo perturba os níveis hormonais e pode levar a danos permanentes do nervo, causando impotência sexual.

Tabagismo ( fumo ): O fumo pode levar a uma doença vascular ou outros problemas de saúde, que podem causar impotência sexual.

Consumo de Drogas Ilícitas: O consumo de drogas ilícitas ( maconha, cocaína, haxixe, crack, etc ) acomete a parte sexual, provocando uma redução importante da parte circulatória na região peniana, podendo levar a problemas de ereção.

Traumas no Corpo: Traumas no corpo podem resultar em disfunção erétil. Alguns desses traumas incluem:

  • Fraturas pélvicas
  • Lesões da medula espinhal
  • Lesões Perineais
  • Danos cerebrais

Traumas Neurológicos: Traumas neurológicos podem causar disfunção erétil. Estes tipos de traumas incluem:

  • Cirurgia nas Costas
  • Lesões da medula espinhal
  • Algumas malformações congênitas, como espinha bífida
  • Tumores cerebrais e/ou aumento da pressão intracraniana
  • Doença muscular, como esclerose múltipla

Priapismo: Priapismo é uma ereção que dura mais tempo do que o normal e é causada por outras razões que não o desejo sexual. Caso uma ereção dure mais de quatro horas, pode causar lesão tecidual resultando em disfunção erétil.

Causas de Priapismo Incluem: Doenças do sangue, como anemia falciforme e leucemia, medicamentos (orais e injetáveis) para a disfunção erétil impropriamente prescritos ou indevidamente utilizados.

Importante: Nestes casos, procure urgente um serviço de emergência mais próximo, a fim de interromper a ereção e evitar a ocorrência de graves consequências para a função erétil do pênis.

Cirurgias: Cirurgias que interrompem o fluxo sanguíneo ou comprometem os nervos que conduzem os estímulos responsáveis pela ereção podem resultar em disfunção erétil. Algumas destas cirurgias incluem:

  • Prostatectomia Radical (retirada da próstata em caso de tumor)
  • Cirurgias no Intestino que envolvem o reto e o períneo
  • Cirurgias na bexiga ou uretra
  • Cirurgias no feixe neuro vascular ou próximo dele
  • Cirurgias na Coluna

Efeitos do Envelhecimento: Estima-se que 65% dos homens acima de 65 anos têm algum tipo de disfunção erétil. Estatisticamente, o número de homens que possuem este problema aumenta conforme a idade aumenta. No entanto, a idade por si só não causa disfunção erétil. Mas é natural que os homens mais velhos são mais suscetíveis a terem doenças e realizarem tratamentos ( como a cirurgia da próstata, em caso de tumor ) que podem causar disfunção erétil.

Sinais da Disfunção Erétil: A disfunção erétil ( impotência sexual ) não é um problema que desaparece sozinho. Se suspeitar, é importante fazer uma consulta médica logo que tornar-se aparente. Isso pode ajudar a evitar traumas psicológicos, que podem piorar a situação. Pode também ajudá-lo a obter um diagnóstico para uma condição física subjacente grave tais como diabetes ou doenças cardíacas, que possam primeiramente se tornar aparentes com os sintomas da disfunção erétil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.