Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças

As 10 Principais Causas de Pedra nos Rins

As Principais Causas de Pedra nos Rins que podem ser prevenidos com mudanças de comportamento e hábitos. Além disso, estamos falando de uma condição dolorosa marcada pela formação de pedrinhas que obstruem o sistema urinário. o Cálculo Renal, popularmente conhecida como pedra nos rins, essa formação endurecida pode surgir nos rins e atravancar outro ponto do canal urinário. Como o ureter, canal que transporta a urina até a bexiga, é muito estreito, a partícula acaba emperrada. Para expulsá-la, o organismo provoca contrações e surge a dor intensa.

Os rins funcionam como dois grande filtros do sangue. Além de água para formar a urina, eles retêm diversos elementos, como cálcio, ácido úrico e oxalato. Quando essas moléculas aparecem em grande quantidade e há pouco líquido para dissolvê-las, surgem cristais ou agregados que se avolumam e viram os cálculos. O tamanho deles varia, mas podem chegar a 2,5 centímetros.

As pedrinhas formadas pelo cálcio correspondem a cerca de 80% dos casos de Pedra nos Rins. Isso acontece quando o intestino promove uma absorção exagerada do mineral, que não consegue ser excretado a contento a partir dos rins. Aí se formam os cristais de cálcio. Da mesma forma, quando há uma concentração excessiva de ácido úrico ou oxalato (causada por um mau aproveitamento do organismo, por exemplo), podem ser formar pedrinhas de potencial doloroso.

Existe ainda um quarto tipo de pedra, mais raro, a estruvita. Diferentemente das outras, essa acomete principalmente mulheres. Sua origem está associada a uma infecção causada pela bactéria Proteus mirabillis, que altera o pH da urina, facilitando a agregação de partículas de magnésio, fosfato e amônia.

A formação pode chegar a 11 centímetros, ocupando todo o espaço do rim. Como é mais mole, o xixi consegue passar por ela e assim não há dor. Um perigo, porque o problema não é notado e se prolonga — e o rim pode acabar seriamente afetado. Então confira agora As 10 Principais Causas das Pedra nos Rins.

Causas das Pedras nos Rins: As pedras nos rins são formadas quando a urina apresenta quantidades maiores que o normal de determinadas substâncias, como cálcio, oxalato e ácido úrico ou que têm uma diminuição na quantidade de alguns fatores que impediriam a aglomeração desses cristais como por exemplo o citrato. Essas substâncias podem se precipitar e formar pequenos cristais que, depois, vão se aglutinar e se transformarão em pedras. Alguns fatores são considerados de risco, pois contribuem para o surgimento de Pedra nos Rins.

Fatores de risco:

  • Histórico familiar: se alguém da sua família já teve pedra nos rins, as chances de você desenvolvê-las também são maiores. Agora, se você já apresentou a doença alguma vez, as chances de você desenvolver mais uma vez também são altas
  • Adultos acima dos 40 anos são mais propensos a desenvolver pedra nos rins do que pessoas mais jovens. No entanto, o problema pode ocorrer em qualquer idade
    Homens são mais suscetíveis a Pedra nos Rins do que mulheres
  • Deixar de beber a quantidade de água indicada todos os dias aumenta os riscos de desenvolver pedra nos rins. Neste sentido, pessoas que vivem em regiões quentes ou que suem muito estão dentro do grupo de risco
  • Dietas ricas em proteína, sódio (sal) ou açúcar também são consideradas fatores de risco.
  • A presença exacerbada de sal na dieta aumenta a quantidade de cálcio que os rins deverão filtrar, o que consequentemente leva a um risco maior do surgimento de Pedra nos Rins.
    Pessoas com obesidade também possuem maior risco de apresentar pedra nos rins.
  • Doenças do trato digestivo, como inflamação gastrointestinal e diarreia crônica, e cirurgias, como a de bypass gástrico, podem causar mudanças no processo de digestão que afetam diretamente na absorção de cálcio e água, aumentando as chances de formação de substâncias capazes de levar à formação de pedras.
  • Outras doenças, como acidose, lesões renais tubulares, cistinúria, hiperparatireoidismo, doenças no trato urinário e alguns medicamentos também podem aumentar os riscos de cálculo renal.

Sintomas de Pedra nos Rins: Os sintomas de pedra nos rins surgem de forma repentina quando a pedra é muito grande e fica presa no rim, quando ela começa a descer pelo ureter, que é um canal muito apertado até a bexiga, ou quando ela causa uma infecção. A crise renal pode variar ao longo do tempo, principalmente na localização e intensidade da dor, mas pedras pequenas costumam não causar problemas e muitas vezes só são descobertas durante a realização de exames de urina, ultrassom ou raio-X, por exemplo.
Assim, os principais sintomas causados por este problema são:

  • Ondas de dor intensa na parte inferior das costas, que pode atingir também a virilha e os testículos;
  • Dor ao urinar;
  • Urina rosa, vermelha ou marrom devido à presença de sangue;
  • Aumento da vontade de urinar;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dificuldade para deitar e descansar devido à inquietação da dor;
  • Febre acima de 38ºC, calafrios e diarreia, em caso de infecção.

O local e intensidade da dor pode variar de acordo com a movimentação da pedra dentro do organismo, sendo de maior intensidade quando ela percorre o ureter até a bexiga, para ser eliminada juntamente com a urina. Em casos de dor intensa que não passa, febre, vômitos, sangue na urina ou dificuldade para urinar, deve-se procurar o médico.

Tratamento Para Pedra nos Rins: O tipo de tratamento a ser aplicado ao paciente vai depender do tamanho e localização da pedra e dos sintomas apresentados. Pedras acima de 6 mm necessitam de cirurgia. Quando as pedras são pequenas e não manifestam muitos sintomas, o paciente não precisará passar por procedimentos muito invasivos. Nesses casos, o médico poderá indicar algumas medidas que ajudam na recuperação:

  • Beber muita água (de dois a três litros por dia) ajuda a eliminar as pedras por meio da urina.
  • Analgésicos para a dor provocada pelo cálculo renal também são uma opção.
  • No entanto, quando as pedras são grandes e causam sintomas mais fortes ao paciente, o tratamento deve ser diferenciado.

Pedras maiores não podem ser expelidas sozinhas, podem causar sangramentos, danos mais graves aos rins e infecções no trato urinário. Para esses casos, procedimentos mais invasivos devem ser utilizados, a exemplo de:

  • Litotripsia extracorpórea por ondas de choque eletrohidráulicas. Esse tipo de tratamento consiste na criação de fortes vibrações para quebrar as pedras e facilitar a excreção
  • Traqueostomia percutânea: consiste na retirada cirúrgica de pedras maiores por meio de um pequeno corte feito nas costas do paciente
  • Ureteroscopia. O médico inserirá um tubo muito fino por meio da uretra do paciente para retirar as pedras presentes no trato urinário
  • Cirurgia de glândulas paratireoides. Uma alteração nas glândulas paratireoides, localizada próxima à tireoide, faz com que ela aumente os níveis de cálcio no corpo, podendo causar pedras no rim. Uma cirurgia nessas glândulas pode ser a solução para regular a produção do hormônio.

Receita Caseira Para Pedra nos Rins:

INGREDIENTES:

MODO DE PREPARO:

  • Prepare todas essas frutas, eliminando a casca e as sementes.
  • Coloque todas as frutas em um extrator de sucos e depois despeje em uma jarra.
  • Este suco especial deve ser consumido duas vezes por dia, todos os dias.

Obs: Em caso de rins inchados o que se deve fazer é ir ao hospital para que o médico identifique o melhor tratamento, que pode ser feito inclusive com cirurgia. Mas se a causa do rim inchado for um cálculo renal de pequeno tamanho, o que se pode tomar é bastante água para aumentar a produção de urina e facilitar a saída das pedras nos rins ou nos ureteres.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.