Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças

AIDS – Transmissão, Prevenção e Tratamentos

A AIDS é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. Além disso, a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), como também é chamada, é causada pelo HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado. Neste artigo veremos a Transmissão, Prevenção e Tratamentos da AIDS, para saber mais dos sintomas da AIDS veja em, Os 18 Sintomas da AIDS Que Muitos Ignoram. Muitas são as duvidas, e poucos são os que tem conhecimento básico da AIDS.

aids-prevencao-tratamentos-e-transmissao-1Sintomas da AIDS: Os Sintomas da AIDS tem duas Etapas, Sintomas iniciais de período de incubação do vírus, e os sintomas do vírus já ativo, veja agora, alguns dos sintomas que incluem:

  • Inchaço dos gânglios linfáticos durante mais de 3 meses.
  • Perda rápido de peso.
  • Tosse seca prolongada e garganta arranhada.
  • Suores durante a noite.
  • Febre duradoura.
  • Dores nas articulações e nos músculos.

O meio eficaz de prevenir e evitar a Transmissão é a informação, muitas pessoas que transmitem o vírus não sabem que possuem. Então, confira agora AIDS – Transmissão, Prevenção e Tratamentos.

Transmissão da AIDS: A transmissão da AIDS ocorre através do contato com o sangue, secreção vaginal, esperma, ou leite materno contaminado com o vírus HIV. Além disso, o vírus HIV, ao entrar no organismo do indivíduo, irá enfraquecer o seu sistema imune e causar sintomas como febre, mal-estar geral, tosse seca e dor de garganta que, geralmente, só se manifestam 3 a 6 semanas após a infecção e que podem ser confundidos com uma gripe ou resfriado.

Desta forma, se o indivíduo teve algum comportamento de risco, como contato íntimo sem preservativo, ou usou seringas de um indivíduo infectado, deve realizar um teste de HIV após 40 a 60 dias para confirmar se tem ou não AIDS.

Meios de Transmissão da AIDS: A transmissão da AIDS só ocorre quando há contato direto com o sangue ou secreções de um indivíduo infectado, sendo que ela não é transmitida através de beijos ou do contato com o suor de um indivíduo contaminado, veja agora os meios de transmissão.

  • Através do sangue e outras secreções do corpo em diretamente com a boca, aperto de mão e abraços.
  • Contato direto com sangue infectado Usar o mesmo copo, talher ou prato.
  • Relação sexual sem preservativo com indivíduo infectado.
  • Usar a mesma agulha ou seringa que um indivíduo infectado Usar a mesma banheira ou piscina.
  • De mãe para filho através do parto ou amamentação Lágrimas, suor, roupas ou lençóis.

Transmissão Vertical da AIDS: transmissão vertical da AIDS é a contaminação que passa da mãe portadora de AIDS para o seu bebê, seja através da placenta, trabalho de parto, parto ou amamentação. Além disso, esta contaminação pode ocorrer se a carga viral da mãe estiver muito alta ou se ela amamentar o bebê. Para evitar a transmissão vertical da AIDS, recomenda-se que a mãe siga o tratamento mesmo durante a gravidez para diminuir ao mínimo sua carga viral e que ela não amamente seu bebê, oferecendo o leite materno de outra mulher, que pode ser conseguido no banco de leite humano.

Apesar da AIDS ser uma doença altamente contagiosa, é possível conviver, almoçar, trabalhar ou ter um relacionamento amoroso com um aidético, pois beijar, compartilhar utensílios de cozinha ou apertar a mão, por exemplo, não transmitem a AIDS. Porém, se o aidético tiver um corte na mão, por exemplo, é necessário ter alguns cuidados, como não apertar a mão ou usar luvas para não entrar em contato com o sangue.

Meios de Prevenção da AIDS: A melhor forma de prevenção da AIDS é usar a camisinha em todas as relações sexuais e o preservativo masculino ou feminino pode ser comprado em supermercados, farmácias e drogarias, mas também são distribuídos gratuitamente nos postos de saúde e nas campanhas de prevenção da AIDS realizadas pelo governo. É possível prevenir a AIDS através da adoção de alguns cuidados, como:

  • Utilizar preservativo em todas as relações íntimas, mesmo nas orais.
  • Utilizar luvas e somente material esterilizado se tiver que tocar em sangue ou outras secreções.
  • Não compartilhar seringas.
  • Em caso de mãe HIV positiva, não amamentar o bebê.
  • É muito importante ter estes cuidados sempre, mesmo no caso de indivíduos já portadores do vírus HIV, para evitar uma recontaminação, que dificulta ainda mais o tratamento.

Importante: Esta infeção é transmitida através do sangue e outras secreções do corpo e, é evitando o contato que se pode evitar a contaminação. Além disso, deve-se retirar a camisinha com cuidado para não encostar nas secreções para não ser contaminado e, para retirá-la deve-se segurar a ponta, onde está a secreção, rodar ligeiramente, apertando para que a secreção não saia e então puxar a camisinha, retirando-a do pênis e jogando-no lixo dando um nó para não sair liquido.

Cuide de sua saúde, para saber se pegou AIDS é preciso ir ao infeciologista ou clínico geral, aproximadamente 3 meses após a relação para fazer exame de sangue e, geralmente caso a relação sexual tenha acontecido com um paciente infectado com HIV, o risco de ter a doença é maior. Além disso, desta forma, quem teve algum comportamento de risco e suspeita que possa ter sido contaminado com o vírus HIV deve fazer o teste do HIV, de forma anônima e gratuita, em qualquer CTA – centro de testagem e aconselhamento.

No entanto, o teste também pode ser feito em casa de forma segura e rápida. É recomendado fazer o teste após 40 a 60 dias do comportamento de risco, ou quando surgirem os primeiros sintomas relacionados a AIDS , como candidíase persistente, por exemplo.  Em alguns casos, como profissionais de saúde que se picaram em agulhas infectadas ou para vítimas de estupro, é possível pedir ao infeciologista para tomar uma dose profilática de remédios para o HIV, até 72 horas, que diminui o risco de desenvolver a doença.

Tratamentos da AIDS: Existem diversas pesquisas científicas em busca da cura da AIDS a ao longo dos anos, houveram muitos avanços e algumas pessoas conseguiram eliminar completamente o vírus HIV do sangue, ficando aparentemente curadas. Estas continuam realizando exames periodicamente para que os investigadores saibam o que aconteceu em seu corpo e possam replicar a terapia em todas as pessoas infectadas com o vírus HIV.

Mas apesar dos avanços, os tratamentos utilizados ainda não podem ser replicados para serem utilizados em outras pessoas por diversos motivos, que podem colocar a vida da pessoa em risco. Por isso, pesquisadores de todo o mundo estão envolvidos em pesquisas em busca da cura definitiva da AIDS. Então confira agora os tratamentos disponíveis atualmente para combater o Vírus das AIDS.

Tratamento da AIDS com Células-tronco: Um outro tratamento, com células-tronco também já foi capaz de eliminar o vírus HIV, mas como ele envolvia procedimentos muito complexos, não pode ser utilizado em larga escala porque este é um tratamento complicado e muito arriscado, pois cerca de 1 a cada 5 transplantados morre durante o procedimento. Thimothy Ray Brown foi o primeiro paciente que alcançou a cura da AIDS após ser submetido a um transplante de medula óssea para o tratamento de uma leucemia e depois do procedimento sua carga viral foi diminuindo cada vez mais até que os últimos exames confirmaram que atualmente ele é HIV negativo e pode-se dizer que ele é o primeiro homem a ser curado da AIDS em todo o mundo.

Thimothy recebeu células-tronco de um homem que possuía uma mutação genética que somente cerca de 1% da população do norte da Europa possui: A ausência do receptor CCR5, que o torna naturalmente resistente ao vírus da AIDS. Isto fez com que o paciente não produzisse mais células infectadas pelo HIV e, com o tratamento, as células que já estavam infectadas foram eliminadas.

Tratamento da AIDS com Vacina e Vorinostat: Uma vacina que ajuda o corpo a reconhecer as células infectadas com HIV quando combinada com um medicamento chamado Vorinostat, que ativa as células que estão ‘adormecidas’ no corpo, pode ser uma nova arma de combate ao HIV. Numa pesquisa realizada no Reino Unido um paciente foi capaz de eliminar completamente o vírus HIV, mas os outros 49 participantes não tiveram o mesmo resultado e por isso são necessárias mais pesquisas sobre sua atuação até que se possa desenvolver um protocolo de tratamento que seja capaz de ser aplicado em todo o mundo. E por isso mais pesquisas serão realizadas nesse sentido nos próximos anos.

Tratamento da AIDS Com Coquetéis: A AIDS é uma doença grave que ainda não tem uma cura definitiva, mas existem tratamentos que conseguem prolongar a vida e combater as infecções oportunistas, melhorando a qualidade de vida da pessoa. Atualmente o tratamento da AIDS é feito com a toma de um coquetel de medicamentos, que apesar de não conseguir eliminar completamente o vírus HIV do sangue, consegue aumentar a expectativa de vida do indivíduo.

aids-prevencao-tratamentos-e-transmissaoPorque a AIDS não tem cura? Basicamente, a cura definitiva da AIDS ainda não foi descoberta porque o vírus HIV replica-se sempre de forma diferente e os medicamentos que, inicialmente, parecem travá-lo, com o passar do tempo perdem seu efeito. Além disso, acredita-se que a cura da AIDS pode estar relacionada a ativação correta do sistema imune, e pode surgir quando o corpo da pessoa for capaz de identificar o vírus HIV e todas as suas mutações, podendo eliminá-los completamente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.