Scroll Top

Como EMAGRECER Definitivamente de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...

Coloque seu E-mail:

Como Conquistar o homem dos seus Sonhos

Dicas de Saúde Doenças e Tratamentos Sintomas

Acromegalia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Antes de ler o Artigo, Curta-nos Abaixo!

Acromegalia – O que é, Causas, Sintomas e Tratamento para reverter esse quadro que muitos podem se encontrar acometidos. Além disso, em crianças a condição é chamada de gigantismo. Em adultos ela é chamada de Acromegalia.

A Acromegalia (do grego: akros = extremo ou extremidades; megalos = grande) é uma desordem hormonal em que a glândula pituitária (ou hipófise) produz em excesso o hormônio do crescimento na infância e continua a produzi-lo na vida adulta, fazendo os ossos e outros tecidos crescerem além dos limites normais.Nas crianças que ainda estão em crescimento, esse excesso causa uma condição chamada gigantismo, em que a pessoa adquire uma estatura anormalmente alta. A falta de conhecimento da população sobre a doença atrasa sua identificação. O diagnóstico é frequentemente realizado cerca de 8 a 10 anos após o aparecimento dos primeiros sinais e sintomas.

Se não tratada precocemente e de forma adequada, a Acromegalia pode reduzir a expectativa de vida, principalmente devido às complicações cardiovasculares e respiratórias. As complicações cardiovasculares são responsáveis por 60% das mortes em acromegálicos e as respiratórias, por 25%.

Causas da Acromegalia: Em 98% dos casos, essa produção está associada à presença de tumores benignos na hipófise. A Acromegalia é causada pela produção excessiva de hormônio do crescimento pela parte anterior da pituitária, uma pequena glândula situada na base do cérebro.

A maioria dos casos são causados por um tumor benigno dessa glândula, chamado de adenoma da hipófise. As causas de Acromegalia se devem ao excesso do hormônio de crescimento. Mas também se devem ao excesso de um hormônio chamado IGF-1, que é produzido pelo fígado ao ser estimulado pelo GH.

Sintomas da Acromegalia: Os acromegálicos “apresentam taxa de mortalidade 2 a 4 vezes maior do que indivíduos da população geral com mesmo sexo e idade, e um diagnóstico mais precoce poderia evitar o surgimento das complicações cardiovasculares, respiratórias e neoplásicas, principais responsáveis pelo aumento de mortalidade na Acromegalia. O hormônio de crescimento em excesso leva a Acromegalia, e seus principais sintomas são:

  • Redução da líbido e da potência sexual no homem;
  • Rouquidão;
  • Manchas de pigmentação da pele;
  • Crescimento do queixo e da língua, e maior espaçamento entre os dentes;
  • Dormência nas mãos, decorrente da síndrome do túnel do carpo;
  • Alterações dos ciclos menstruais na mulher;
  • Voz mais “grossa” por espessamento das cordas vocais;
  • Crescimento de áreas de cartilagem, como orelhas e nariz;
  • Dor de cabeça e alterações na visão;
  • Crescimento de mãos e pés;
  • Dores nas articulações;
  • Pele espessa e oleosa;
  • Aumento do volume da língua.

Entre os sintomas menos comuns da Acromegalia estão:

  • Pólipos no intestino;
  • Crescimento exagerado de pelos;
  • Ganho de peso indesejado.

Tratamento da Acromegalia: Não é fácil suprimir ou reduzir a produção excessiva de hormônio do crescimento; por isso os médicos podem precisar usar uma combinação de cirurgia, radioterapia e terapia medicamentosa.

O tratamento pode ser feito utilizando a bromoergocriptina, o octreotida e mais recentemente antagonista de receptor de GH (pegvisomant). O tratamento cirúrgico também deve ser considerado, caso não haja melhora por meio do tratamento medicamentoso. Após a cirurgia, o tratamento radioterápico deve ser avaliado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Comentários

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.